Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

CIM Alto Minho instala painéis fotovoltaicos no seu edifício administrativo

paineis-fotovoltaicos-cim-alto-minho-essencia-ambiente

De forma a melhorar o desempenho energético ambiental, reduzindo a pegada carbónica e, em paralelo, a fatura energética, a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho – CIM Alto Minho instalou na cobertura do seu edifício administrativo, em Valença, um sistema solar fotovoltaico modular composto por 23 painéis.

Com uma potência instalada de 10kW e uma capacidade de produção que ronda os 14.167kWh/ano, este sistema, que ainda tem capacidade de expansão, vai garantir o fornecimento de eletricidade produzida in loco a partir do recurso energético endógeno renovável, sendo o excedente canalizado para a rede de distribuição, otimizando, assim, a eficiência energética global das instalações. Uma ação que vai permitir o consumo de eletricidade 100% renovável no edifício administrativo.

RUMO A UM TERRITÓRIO COM BALANÇO NULO DE ENERGIA

Esta iniciativa enquadra-se no projeto europeu Urban Energy Pact (Urb-En Pact), apoiado pelo Programa URBACT III Redes de Planeamento de Ação, e prevê, para além da instalação do sistema solar fotovoltaico, a realização de um estudo de viabilidade económico-financeira, bem como a produção de um relatório de acompanhamento e a monitorização da evolução quer dos consumos energéticos quer da produção de eletricidade renovável. 

Tendo nesta fase um caráter demonstrativo pretende, posteriormente, impulsionar a produção e utilização de “energia verde” descentralizada nos edifícios do Alto Minho – públicos, privados e residenciais, de forma a fomentar a transição energética e a descarbonização da economia.

Desta forma, este projeto vai diminuir a dependência energética, melhorando a gestão da procura e reduzindo os custos relacionados com a energia.

PROJETO EUROPEU URBAN ENERGY PACT

O Urban Energy Pact (Urb-En Pact) objetiva, com o contributo de todos os stakeholders (agentes setoriais territoriais), definir um plano de ação concreto que permita que cada cidade/ território parceiro se torne um território Net Zero Energy antes de 2050.

Este projeto é o primeiro e único projeto URBACT que aborda as questões energéticas e os desafios emergentes da necessidade cada vez mais premente, em virtude da emergência climática, de produzir localmente a energia que usamos e consumimos para todas as nossas atividades.

Contudo, para se atingir o objetivo estabelecido pelo projeto, vários são os desafios que precisam de ser ultrapassados. Entre outros, são exemplos a produção de energia num perímetro reduzido, o mix energético que deve ser escolhido, o armazenamento de energia e os vínculos entre a produção e o consumo de energia.

Esta é uma excelente iniciativa que demonstra que com o esforço coletivo é possível fazer mais pelo planeta. Este exemplo da CIM Alto Minho é uma distinta ação vai fazer com que, até 2050, o território do Alto Minho seja uma região com balanço nulo de energia.