Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

“Electrão Open Day” promove a sensibilização ambiental

electrao-open-day-essencia-ambiente

 O Electrão está a promover um conjunto de visitas a várias unidades de tratamento e reciclagem para ilustrar o que acontece aos resíduos depois de serem colocados nos pontos oficiais de recolha, sejam embalagens, pilhas ou equipamentos elétricos usados. “Não saber mais sobre reciclagem é um desperdício” dá o mote ao “Electrão Open Day”.

O arranque oficial da iniciativa aconteceu no passado dia 27 de outubro, com a visita de um grupo de jornalistas à Veolia, Loures, um dos parceiros operacionais do Electrão. Esta foi uma das várias sessões que irão decorrer ao longo dos próximos meses e que pretendem mostrar o outro lado da reciclagem a públicos diversos.

Ao Centro Operacional de Resíduos da Veolia, em Santo Antão do Tojal, Loures, chegam parte dos equipamentos elétricos usados deixados pelo cidadão nos mais de nove mil pontos oficiais de recolha do Electrão, que estão espalhados um pouco por todo o país.

Nesta unidade da Veolia é efetuada a triagem mecânica e desmantelamento de pequenos e grandes equipamentos elétricos usados com vista à recuperação de matérias-primas secundárias. Estes materiais, depois de reciclados em unidades específicas, são reintroduzidos nas cadeias de abastecimento de novos produtos.

PROCESSO DE RECICLAGEM

Neste processo de reciclagem são recuperadas matérias-primas consideradas pela União Europeia como críticas para um vasto conjunto de setores estratégicos da economia, incluindo a indústria de impacto zero, a indústria digital, a indústria aeroespacial e setores da defesa.

Pedro Nazareth, CEO do Electrão, salienta que “o Electrão abre as portas das fábricas da reciclagem onde se recuperam as matérias-primas do futuro, que permitirão a produção de mais tecnologia evitando o impacto da extração de novos recursos naturais”.

As terras raras, o lítio, o níquel e o silício são alguns dos elementos da lista de matérias-primas identificadas como críticas pela Comissão, que são essenciais para o fabrico de praticamente qualquer tecnologia, desde telemóveis e baterias a painéis solares e aplicações de defesa. Espera-se que a procura cresça exponencialmente nos próximos anos.

 A iniciativa europeia, que vai colocar pressão no setor da reciclagem, pretende garantir o aprovisionamento sustentável de matérias-primas críticas necessárias para a dupla transição, ecológica e digital, e para reforçar a resiliência da União Europeia.

 Os equipamentos elétricos, tal com as pilhas e baterias, contêm recursos muito valiosos que devem ser reciclados, na fase de fim de vida, não só para proteção da saúde e do ambiente, mas para evitar a extração de novos materiais.

O Open Day acontece para mostrar a públicos diferenciados o caminho que seguem os resíduos depois de serem deixados pelo cidadão nos pontos oficiais de recolha. A ideia é mostrar a cadeia de valor da reciclagem e dar a conhecer os vários intervenientes do sistema com visitas mais técnicas.

Mostrar in loco os processos de reciclagem e tratamento, tirar dúvidas e desmontar mitos são os grandes objetivos desta iniciativa de comunicação, educação e sensibilização que já tem visitas marcadas para os próximos meses.

As sessões, com duração de aproximadamente hora e meia, são diferenciadas e adaptadas a cada público. Os particulares, empresas ou grupos interessados em realizar visitas a unidades de tratamento e reciclagem, no âmbito do Electrão Open Day, podem manifestar esse interesse enviando para que sejam integrados em futuras visitas.