Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

76% dos portugueses ainda guarda o telemóvel antigo

smartphone-antigo-reee-essencia-ambiente

A primavera chegou e, com ela, os dias mais longos e as tradicionais limpezas profundas, onde os aparelhos tecnológicos ocupam cada vez mais espaço. De acordo com um estudo da Swappie – marca líder europeia na compra e venda de iPhones recondicionados – cerca de 76% dos portugueses refere que continua a guardar os telemóveis antigos.  Neste sentido, a Swappie partilha dicas que permitem ajudar a diminuir o lixo eletrónico e dar uma segunda vida aos aparelhos na chamada “Spring Cleaning”.


Segundo um estudo da ONU – Organização das Nações Unidas, estima-se que até 2030 existam 75 milhões de toneladas de lixo eletrónico em todo o mundo. Para reverter este cenário, é essencial transformar hábitos que privilegiem tanto um consumo mais sustentável, como também práticas de reciclagem adequadas.

Luísa Vasconcelos e Sousa, Country Manager da Swappie, defende que “a sustentabilidade deve ser uma das prioridades na agenda das marcas e dos consumidores.” Salientando que “é essencial repensarmos o modo como estamos a consumir – e a descartar – a nossa tecnologia, podendo a partir daí encontrar soluções que respondam ao que se procura, mas sem comprometer o ambiente”.

DICAS QUE PROMOVEM HÁBITOS MAIS SUSTENTÁVEIS NOS APARELHOS TECNOLÓGICOS

Vender ou reciclar o que já não se usa


Além de ser uma boa prática para reduzir a acumulação de tecnologia e ganhar dinheiro extra, vender os telemóveis que não se usa permite dar-lhes uma nova vida. Deste modo, é possível aproveitar alguns dos componentes ainda em bom estado para integrar em dispositivos recondicionados ou até recondicionar o próprio aparelho, prolongando o seu ciclo de vida e impactando a circularidade da economia.

Também de forma a reduzir a poluição do ambiente, é importante não descartar o lixo eletrónico no caixote comum. Para isso, existem pontos de recolha e contentores próprios para entregar estes dispositivos, que são depois encaminhados para uma correta reciclagem e reutilização, de forma não só a valorizar o seu ciclo de vida como a garantir que o terminam sem impacto na natureza.

Fazer pequenas reparações


A substituição por um novo smartphone surge como solução imediata quando o dispositivo antigo sofre um problema, mas nem sempre a compra é necessária e contribui, por isso, para acumular lixo eletrónico.


Desta forma, quando um telemóvel é afetado por algum dano, é importante avaliar a sua extensão e impacto na usabilidade do mesmo para poder determinar a viabilidade de fazer alguma reparação e, assim, solucionar o problema sem ter de optar por um novo.

Optar por aparelhos recondicionados
Esta é uma das formas mais sustentáveis de comprar um smartphone, apresentando menos 76% de emissões de dióxido de carbono face a um novo aparelho. Os telemóveis recondicionados são aparelhos recuperados que voltam a estar disponíveis para utilização, através do recondicionamento dos seus componentes de hardware e software, prolongando a sua vida útil.

Além disso, pelo facto de terem um preço mais reduzido, os telemóveis recondicionados são uma opção mais acessível para ter um novo aparelho, sem impactar o ambiente e contribuindo para gerar valor na economia circular.

A acumulação de aparelhos eletrónicos contribui de forma negativa para a quantidade de lixo eletrónico em todo o mundo, ameaçando o ambiente. Para um consumo e uma utilização mais sustentável, seguir estas dicas torna-se uma ajuda preciosa em prol de um planeta mais verde.