Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Práticas para atingir a neutralidade climática na indústria

industria-praticas-sustentaveis-essencia-ambiente

Num mundo onde as preocupações ambientais moldam cada vez mais as decisões e práticas empresariais, a indústria desempenha um papel fundamental na transição para modelos de negócios mais sustentáveis. Em Portugal, esta mudança é não só necessária para se alinhar com os objetivos nacionais de sustentabilidade, como também para enfrentar os desafios globais relacionados com as alterações climáticas e a conservação dos recursos naturais.

Neste sentido, a Eco-Oil, empresa especializada no tratamento de águas contaminadas e produtora de fuel sustentável para a indústria 100% a partir de resíduos, apresenta três estratégias para reduzir o consumo na indústria.

USO RESPONSÁVEL DA ÁGUA

Num país onde a gestão hídrica é um desafio constante, estratégias que visam a utilização responsável da água são imperativas para preservar este recurso cada vez mais escasso. A primeira abordagem passa pela análise da possibilidade de reuso da água nos processos industriais, com incremento da sua eficiência hídrica. Complementarmente podem ainda ser consideradas as opções de reciclagem das águas, com a sua reintrodução nos processos produtivos e a implementação de estratégias de captação de água da chuva.

REDUÇÃO DE RESÍDUOS

Promover a reciclagem e a reutilização de resíduos industriais é vital para reduzir a pegada ecológica. Em Portugal, a implementação de sistemas de gestão de resíduos, com foco na separação eficiente de materiais como papel, plástico, vidro e metais, pode contribuir significativamente para a redução do consumo de matérias-primas – de primeira vida – na indústria.

ADOÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS E SUSTENTÁVEIS

Utilizar fontes de energia alternativas, como combustíveis sustentáveis, nos processos de produção contribui para a redução ativa das emissões de carbono. Combustíveis alternativos produzidos a partir de resíduos são umas das soluções, contribuindo para, por um lado, reduzir as emissões poluentes e, por outro, valorizar os resíduos com potencial energético enquanto matéria-prima e reforçar por isso a economia circular.


A implementação destas práticas não apenas contribuirá para a redução do impacto ambiental negativo da indústria em Portugal, mas também poderá resultar em benefícios económicos a longo prazo. Num momento em que a sociedade valoriza cada vez mais a sustentabilidade, a indústria desempenha um papel vital na construção de um futuro mais verde e responsável.