Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

“Reciclar também é ajudar” a preservar a biodiversidade dos golfinhos no Tejo

pingo-doce-reciclar-ajudar-essencia-ambiente

Sob o mote “Reciclar também é ajudar!”, a ERP Portugal, em parceria com o Pingo Doce, dinamiza uma campanha de recolha de pequenos equipamentos elétricos e eletrónicos e pilhas usadas. O objetivo? Ajudar a Associação Natureza Portugal (ANP | WWF) na proteção dos golfinhos no Tejo e na conservação da biodiversidade. Desta forma, por cada tonelada de equipamentos entregues nas lojas Pingo Doce serão doados 100€ à ANP | WWF para o desenvolvimento da sua atividade de proteção da natureza e conservação da biodiversidade em Portugal.

Filipa Moita, Responsável de Comunicação da ERP Portugal, destaca que para além da componente de ajuda e de preservação da biodiversidade, com a campanha pretendem “garantir que os componentes nocivos como o mercúrio das lâmpadas ou o lítio das pilhas são tratados e os materiais reciclados para serem incorporados em novos produtos.”

MUDANÇAS POR UM MUNDO MAIS EQUILIBRADO

Uma iniciativa cujo objetivo é despertar a consciência dos portugueses para a implementação de boas práticas não só de reciclagem de resíduos como também de defesa e de proteção de animais, da biodiversidade e dos ecossistemas.

Para Fernando Ventura, Diretor de Inovação Ambiental do Grupo Jerónimo Martins, “a preservação da biodiversidade é uma prioridade estratégica para o Pingo Doce, que desenvolve várias iniciativas para materializar compromissos assumidos para combater a desflorestação, preservar o ecossistema marinho, promover práticas de agricultura sustentável, combater as alterações climáticas e conservar a biodiversidade.” Salientando “esta iniciativa, permite ainda aos nossos clientes terem um papel ativo na proteção de uma espécie importante para Portugal, promovendo, ao mesmo tempo, uma economia mais circular para os equipamentos e pilhas usados.”

Para além de pilhas usadas, podem ser entregues, nas lojas Pingo Doce, eletrodomésticos como torradeiras, batedeiras, máquinas de café, comandos, máquinas de barbear, entre outros.

Ângela Morgado, Diretora Executiva da ANP|WWF refere que “é cada vez mais importante que os setores se cruzem para promover uma mudança verde para um futuro mais sustentável. Reduzir, em primeiro lugar, e reutilizar e reciclar são simples ações que todos podemos ter no nosso dia-a-dia e que têm um enorme impacto na conservação da natureza. Com o envolvimento de todos, conseguimos criar soluções para o combate à poluição e ao depósito de resíduos na natureza”. Uma excelente iniciativa que alia vários assuntos atuais que precisam de medidas concretas. Só assim conseguiremos mitigar as graves problemáticas ambientais e ajudar quem mais precisa.