Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

No Porto está a nascer a maior horta urbana do país

maior-horta-pais-essencia-ambiente

70 camas de cultivo e uma área de 114 metros quadrados. Está a nascer aquela que é considerada a maior horta urbana do país, no telhado da Porto Business School, em Matosinhos. Os alimentos produzidos nesta horta serão distribuídos pela comunidade escolar e doados a instituições sociais. Uma iniciativa da escola de negócios do Porto que tem vindo, ao longo dos últimos tempos, a desenvolver inúmeras ações que contribuem para um mundo verdadeiramente mais sustentável.

Em parceria com a startup Noocity, a criação desta horta biológica garante um impacto mínimo no ambiente, reduzindo a pegada de carbono, o consumo de água e a produção de lixos orgânicos dentro da escola.

Patrícia Teixeira Lopes, Vice Dean da Porto Business School, refere que “a preocupação com o mundo que vamos deixar às próximas gerações é algo que hoje em dia é incontornável e tem de estar incluído nas decisões do dia a dia das pessoas, em geral, e das empresas, em particular. E a Porto Business School, como uma escola de negócios, tem aqui uma missão acrescida para com a sociedade.” Reforçando, “esta iniciativa vai ajudar-nos a criar este mindset no staff, nos alunos e em toda a sociedade que nos rodeia e, portanto, é mais uma iniciativa que vai criar um maior impacto na estratégia de sustentabilidade que a Porto Business School tem vindo a desenvolver e que queremos de facto continuar a desenvolver.”

EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TODO O PROCESSO

Nesta horta, toda a comunidade educativa poderá aprender mais sobre o cultivo e a colheita natural de alimentos, em interação com a natureza.

Gonçalo Guerra, Support Units Executive Director, refere que a ideia é “doar semanalmente um cabaz a instituições de caridade.” Pois, para esta produção “vamos ter cerca de três/quatro toneladas de produtos anuais, que podemos estar a falar numa redução no consumo de água na ordem dos 300 mil litros por ano”.

Além disso, com os alimentos recolhidos naquela que é a maior horta urbana do país, serão também distribuídos cabazes aos seus colaboradores e utilizados na preparação das refeições servidas pelos seus serviços de restauração.