Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Por um Planeta Sustentável há recolhas de lentes de contacto usadas

lentes-contacto-reciclagem-sustentabilidade-essencia-ambiente

A nível mundial, anualmente, são descartadas, quer para a rede de águas residuais, quer para o lixo doméstico, muitos milhares de milhões de lentes de contacto. Para tentar reverter este fenómeno preocupante, a Escola de Ciências da Universidade do Minho, em parceria com os Serviços de Ação Social, a Associação Académica e a Society Loving the Planet Minho deram início a uma campanha de recolha de lentes de contacto usadas. Esta decorre nos bares, complexos desportivos e residências universitárias da Universidade do Minho.

Sob o mote “Por um Planeta Sustentável: Vamos dar Uma Nova Vida às Lentes de Contacto”, esta iniciativa evidencia a urgência de se criar novos processos que permitam recolher e retirar do ambiente estes microplásticos, reconhecidos, atualmente, como um risco ambiental. 

CONSCIENCIALIZAR A POPULAÇÃO PARA A PROBLEMÁTICA DOS PLÁSTICOS

A iniciativa surge no âmbito de um projeto conjunto entre o Centro de Física das Universidades do Minho e do Porto, o Centro de Biologia Molecular e Ambiental e o Instituto de Polímeros e Compósitos com o título “Contact Lens Materials: An Ecosystem Issue and a Contribution to a Circular Economy” e tem como objetivo não só consciencializar a população para este problema, como também estudar novas formas de reutilização e valorização dos materiais poliméricos presentes nas lentes de contacto usadas ou fora de validade. 

Para a recolha das lentes usadas foram desenvolvidas caixas específicas que são colocadas nos locais escolhidos para o efeito, requerendo-se apenas o material das lentes e não os blisters nem as caixas. 

De acordo com o estudo publicado pela Rethink Plastic e o movimento Break Free From Plastic, a produção global de plástico aumentou cerca de 20 vezes nos últimos 50 anos e prevê-se que duplique novamente em 2035, quadruplicando em 2050. Se nada for feito, os oceanos poderão ter mais plástico que peixe entre 2025 e 2050, representando uma tonelada de plástico por cada três toneladas de peixe. Iniciativas como esta fazem realmente a diferença na proteção do planeta. Seja um ativo importante na sustentabilidade do ambiente, de modo a ser possível caminharmos num sentido mais verde.