Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Marca de ténis portuguesa só produz depois das encomendas

hirundo-tenis-sustentaveis-essencia-ambiente

“Go Slow, Go Green” é o mote da Hirundo – uma marca portuguesa de ténis produzidos artesanalmente e de forma sustentável. Comprometidos com um futuro verdadeiramente ecológico, a Hirundo leva os seus princípios sustentáveis muito a sério, produzindo os ténis apenas após a encomenda, de forma a evitar stocks desnecessários e desperdícios de materiais. Um valor que faz jus ao slogan #slowdown. Todas as encomendas são enviadas por terra, de forma a emitir menos dióxido de carbono, uma vez que muitas encomendas partem do mercado internacional.

A marca acredita que os sapatos são feitos para durar e que nunca saem de moda, reforçando que o calçado é como um bom vinho – devem envelhecer com graça. No lançamento da primeira coleção, a Hirundo vendeu cerca de 50% da sua produção para mais de 35 países, revelando-se um sucesso internacional.

MATERIAIS AMBIENTALMENTE RESPONSÁVEIS

A primeira coleção da Hirundo, de design minimalista, apresenta um modelo único personalizado com uma gama de 11 cores. Ambientalmente responsável, este é um produto que utiliza materiais reciclados e/ou recicláveis na sua composição, inteiramente concebidos, fornecidos e produzidos com uma cadeia de fornecimento local.

A parte superior e o forro dos ténis Hirundo são fabricados em couro certificado pelo “Leather Working Group” e a sola exterior é composta por borracha sintética reciclável, extraleve e muito macia. Estes ténis sustentáveis contêm ainda cortiça na sua composição, um material termorregulador e antibacteriano que garante durabilidade e conforto.

Os ténis Hirundo são certificados com o selo “Carbon Neutral”, distinção que atesta que a empresa compensa integralmente todas as suas emissões de carbono, e distinguida ainda com a prestigiada certificação “Pending B Corp”, atribuída a empresas com menos de 12 meses de operação.

Uma marca que permite a reflexão sobre a importância de se implementar novos hábitos de consumo.  Só através de um esforço coletivo é possível uma mudança imediata.