Jovens voluntários ajudam na vigilância florestal

vigilância-florestal-voluntarios-mangualde-essencia-ambiente

Com o objetivo de consciencializar os jovens para a necessidade de proteção e conservação dos recursos naturais, o Município de Mangualde e a União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta colocaram em execução projetos de vigilância florestal. Sob o lema “Dedica um pouco do teu tempo à proteção do ambiente. Por ti, Por Nós.”, esta iniciativa sensibiliza para os impactos desastrosos dos incêndios florestais no meio ambiente, permitindo um contacto próximo com a natureza. 

Neste sentido, o Município de Mangualde colocou, em permanência, no terreno duas equipas de jovens no Posto de Vigia na Torre da Igreja da Nossa Senhora até dia 15 de setembro. Já a União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta executou um projeto de vigilância com equipas de três elementos que percorrerão diariamente as aldeias, com percursos estratégicos e definidos para cobrir as zonas mais afetadas de incêndios florestais.  

FORMAÇÃO PARA A PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS FLORESTAIS 

No âmbito do Programa de Voluntariado para a Natureza e Florestas, promovido pelo Instituto Português da Juventude e Desporto (IPDJ), os jovens tiveram formação para os aspetos teóricos e práticos com elementos da Proteção Civil Municipal, do Gabinete Técnico Florestal e da Guarda Nacional Republicana, estando, neste sentido, integrados na estrutura de prevenção de incêndios florestais do concelho de Mangualde. 

As ações de vigilância de espaços rurais têm cada vez mais importância na efetiva redução do número de ocorrências de incêndios florestais. Desta forma, estes projetos visam assegurar a deteção imediata de um foco de ignição, a sua localização e a rápida comunicação da ocorrência às entidades responsáveis pela primeira intervenção. 

Este ano a área ardida aumentou 35% face a 2019. É, assim, imperativo desenvolver ações de sensibilização e educação como esta que promovam comportamentos preventivos, para que no futuro seja possível combater esta problemática ambiental.   

Partilhar artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Get started

If you want to get a free consultation without any obligations, fill in the form below and we'll get in touch with you.