Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Johnson & Johnson reduz pegada de carbono com fábrica digital

pegada-carbono-essencia-ambiente

Com o objetivo de atingir as metas ambiciosas de sustentabilidade ambiental, melhorando, ao mesmo tempo, a eficiência operacional e os tempos de produção, a Johnson & Johnson, em França, uniu-se à Schneider Electric, líder global na transformação digital da gestão e automação de energia, para  a digitalização da sua fábrica, na Normandia.

A Schneider Electric, considerada a empresa mais sustentável do mundo em 2021 pelo Corporate Knights Global 100 Index, está em estreita colaboração com a equipa local da Johnson & Johnson para ajudar a diminuir a pegada de carbono da sua fábrica francesa, reduzindo o seu consumo de energia e, em paralelo, aumentando a eficiência operacional e reduzindo os tempos de produção. O projeto pretende conseguir uma redução de 10% no custo de energia, e de até 15% nas emissões de carbono.

COMPROMISSO RUMO À SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Sebastien Fauvel, Digital Transformation Lead da Johnson & Johnson, afirma que “estamos constantemente à procura de impulsionar a eficiência e a sustentabilidade. A Schneider Electric é um parceiro fundamental na nossa jornada contínua de digitalização. Oferece um serviço completo e personalizado de ponta a ponta, ajudando-nos a otimizar em todos os momentos, incluindo formação, apoio e aconselhamento em todo o processo.” Salientando que “escolhemos a Schneider Electric depois de vermos as suas próprias Fábricas Inteligentes em ação, o que apresentou evidências tangíveis do que poderia ser alcançado através da conectividade e destacou a empresa como o parceiro óbvio para a nossa jornada.”

O programa a três anos, que começou em 2021, faz parte de um plano mais amplo para alcançar a neutralidade carbónica, até 2025,para a Johnson & Johnson. Embora a empresa já contasse com tecnologia da Schneider Electric, todos os sistemas ainda não estão interconectados, limitando assim o seu potencial completo. O próximo passo é a Schneider Electric irá conectar toda a tecnologia da Johnson & Johnson – até os sistemas antigos – para alcançar um nível mais elevado de eficiência e otimização.

“Nos ambientes industriais de hoje, a conectividade essencial,” afirmou Yoann Caballero, especialista em Transformação Digital da Schneider Electric. “Conectar as operações oferece os insights necessários para melhorar a sustentabilidade e impulsionar lucros. Estamos entusiasmados por ajudar a Johnson & Johnson a desbloquear o seu potencial para entender, gerir e melhorar as suas operações e aumentar a sustentabilidade no geral”, remata o mesmo.

Nesta fase, a Schneider Electric levou a cabo uma análise detalhada da fábrica da Johnson & Johnson na Normandia, recorrendo à sua experiência operacional para sugerir áreas a melhorar e as que apresentam maiores ganhos de eficiência de custos e sustentabilidade. Após este período de consultoria, o Grupo vai apoiar um processo de transformação digital completa do local, o que inclui disponibilizar software e serviços de ponta à empresa de cuidados de saúde para aumentar a flexibilidade, a eficiência operacional e a sustentabilidade.

Sem dúvida uma importante união em prol do desenvolvimento sustentável do planeta.

Este é um exemplo de um projeto de referência rumo às metas ambiciosas de sustentabilidade ambiental e que demonstra que a transição ambiental e a transição digital podem e devem andar lado a lado.