Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Força g pode originar milhões de devoluções de encomendas neste Natal

forca-g-ds-smith-essencia-ambiente

 A DS Smith, empresa líder em packaging sustentável, realizou um estudo que revela que as encomendas compradas online estão sujeitas a uma força g – semelhante à registada nas corridas de automóveis e no lançamento de foguetões. Esta força g extrema poderá originar 18,1 mil milhões de euros de devoluções neste Natal, em toda a Europa. Para ajudar a compreender o ambiente que as encomendas têm de enfrentar para chegar aos consumidores em perfeitas condições, a DS Smith está a fazer experiências com acelerómetros que rastreiam a velocidade de uma encomenda ao longo do seu trajeto e fornecem dados que podem explicar os danos que esta sofre.

A investigação da DS Smith demonstrou que uma encomenda standard é submetida a uma força g de até 50 gs. Isto é mais de cinco vezes o nível de força g que faria um astronauta experiente perder a consciência(9 gs) e 10 vezes mais força g do que a normalmente experienciada numa montanha-russa (5 gs).

FORÇA G PODE DANIFICAR AS ENCOMENDAS DOS CONSUMIDORES

Os detalhes desta experiência surgem num momento em que quase metade (45%) dos compradores online europeus afirmam terem recebido encomendas danificadas no último ano, o que se traduz em mais de 377 milhões de entregas afetadas.

As pessoas que receberam um artigo danificado afirmaram que, em média, o mesmo custou 47,94€ o que representa um valor potencial de 18,1 mil milhões de euros de produtos danificados enviados todos os anos.

De acordo com o estudo, os consumidores toleram cada vez menos as encomendas danificadas e o aumento do custo de vida está a levar mais pessoas a devolverem artigos de menor valor. Os europeus assinalaram que o valor médio que um artigo danificado teria de ter para que o devolvessem diminuiu de 26€ no ano passado para 21,50 € este ano, o que sugere que haverá um aumento no número de devoluções.

A agravar o problema para as empresas, e ao mesmo tempo que aumenta o número de marcas que estão a considerar cobrar as devoluções, 43% dos compradores europeus dizem esperar entregas e devoluções gratuitas.

Gavin Mounce, E-commerce Design Manager na DS Smith afirma queembora faça claramente parte da vida quotidiana, o e-commerce é ainda uma forma relativamente nova de fazer compras e constatámos, através da nossa investigação, que as condições a que as encomendas estão expostas são voláteis. Estas precisam de estar preparadas para viajar a velocidades surpreendentes, e isso significa que as empresas têm de estar habilitadas para proteger os produtos durante o seu trajeto”. Salientando que “as nossas equipas de Inovação e Desenvolvimento estão a testar a velocidade a que as encomendas viajam e o impacto que sofrem e, com base nessa informação, trabalhamos diferentes designs. Utilizamos os nossos princípios de design circular não só para diminuir os danos, mas também para reduzir a quantidade de material utilizado, de modo a que as embalagens protejam o seu conteúdo e sejam tão sustentáveis quanto possível”.

Estudos que vêm comprovar a importância da utilização de princípios de design circular de forma a ser possível diminuir os danos que as encomendas podem sofrer através da força g.