Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

FOR-MAR promove a economia azul com projeto Blue Hub School

fundo-mar-essencia-ambiente

Em integração com o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o programa Fundo Azul foi aprovado dando luz verde ao desenvolvimento do projeto “Blue Hub School”, do FOR-MAR, Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar. Este consentimento vale um encaixe de 7,5 milhões de euros em investimento para educação e formação de profissionais do mar. Está previsto que as atividades relativas ao programa sejam concluídas até dezembro de 2025.

O QUE SIGNIFICA PARA A ECONOMIA DO SETOR

Este é um grande investimento que vai permitir ao FOR-MAR rejuvenescer as suas instalações, desde a requalificação e modernização de infraestruturas, como Polos de formação, à melhoria de equipamentos  tecnológicos e digitais, que servem de apoio à elaboração de conteúdos abertos e afáveis para a formação de profissionais.

Este fundo incorpora-se na parte relativa ao Mar, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que pretende dar resposta às necessidades que este setor tem, nomeadamente o FOR-MAR. Em especial, porque este é um importante centro para a potencialização de profissionais ligados ao mar, numa altura crucial para a quebra na dependência dos recursos e combustíveis fósseis, onde deve existir um foco na descarbonização e no desenvolvimento sustentável.

Ao ter uma maior capacidade de investir em novos e mais eficientes equipamentos, o FOR-MAR vai reforçar os seus laboratórios e melhor preparar os seus recursos humanos, para mudanças necessárias na nossa abordagem à exploração do mar e dos seus recursos.

COOPERAÇÃO ENTRE DIFERENTES NÍVEIS DE ENSINO

O investimento vai permitir também ao FOR-MAR colaborar com a Escola Superior Náutica Infante Dom Henrique, de forma a criar um ecossistema de infraestruturas que funcione em rede e abra novas portas à economia azul. A ligação entre o ensino superior e o ensino não superior é um bom passo na partilha de conhecimento e práticas no setor da economia do mar. É esperado que uma renovação nas infraestruturas traga, também, vantagens a nível da exploração responsável e sustentável do oceano, um tópico crucial na atualidade.

Pedro Nogueira, Diretor do FOR-MAR, admite que o objetivo é ambicioso, mas reforça, “é fruto do trabalho de todos nós e espero que todos partilhem desta motivação, para que possamos construir e alcançar novas metas no âmbito deste projeto”.

São necessários mais projetos como este para ser possível dizer que todos caminhamos num sentido mais verde, rumo à sustentabilidade integral do planeta. Mas é urgente que todos estejam atentos às questões ambientais, pois todos temos um papel fundamental no que toca à alteração de atitudes e comportamentos para transformar as nossas ações mais verdes.