Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Docapesca mitiga poluição marinha com ações de recolha de lixo

docapesca-lixo-marinho-essencia-ambiente

Com o objetivo de mitigar a poluição marinha, a Docapesca – Portos e Lotas S.A, entidade do setor empresarial do Estado tutelada pelo Ministério do Mar, desenvolveu uma ação de recolha de lixo marinho no porto de pesca da Nazaré. A ação desenvolveu-se em parceria com o Mar à Deriva, no âmbito do projeto “A Pesca por um Mar Sem Lixo”. Esta iniciativa contou com a participação de 13 voluntários, que conseguiram recolher aproximadamente 1.360kg de resíduos marinhos.

Enquadrado nos objetivos e ações estratégicas definidas na Estratégia Nacional para o Mar, o projeto “A Pesca por um Mar Sem Lixo” tem como foco uma das principais ameaças à preservação dos recursos e ecossistemas marinhos: o lixo marinho.

PRINCIPAIS OBJETIVOS DO PROJETO

“A Pesca por um Mar Sem Lixo” tem com principal meta melhorar a gestão de resíduos a bordo das embarcações de pesca e nos portos de pesca, sensibilizando os pescadores para a importância da adoção e manutenção de boas práticas ambientais.

Ao promover a recolha seletiva dos resíduos gerados a bordo e capturados nas artes de pesca e disponibilizando as infraestruturas adequadas para a sua receção em terra, este projeto une pescadores e portos na melhoria das condições ambientais da zona costeira portuguesa e na preservação dos ecossistemas marinhos.

Uma iniciativa que atua em dois níveis fundamentais. Na prevenção da entrada de lixo no ambiente e, consequentemente, na sua remoção dos oceanos, pois, infelizmente, ainda há muito lixo marinho nos oceanos por recolher.

De acordo com a Docapesca, a colaboração entre pescadores, embarcações e portos de pesca é importante para uma maior sensibilização entre as comunidades costeiras e piscatórias, promovendo responsabilidade ambiental para todos aqueles que estão envolvidos direta ou indiretamente neste problema.

Uma excelente iniciativa que visa mitigar esta grave problemática ambiental e envolver, cada vez mais, a sociedade naquilo que são os problemas atuais. Além disso, a Docapesca prevê, ainda, a realização de mais iniciativas do género, noutros portos de pesca, até ao final do ano.