Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

A COVID-19 mostrou-se amiga das Dunas de Maspalomas

dunas-essencia-ambiente

Devido ao confinamento provocado pela pandemia da COVID-19, as Dunas de Maspalomas recuperam o aspeto original. Este acontecimento sucedeu-se devido à ausência de passos e saltos, provocados pelos turistas. Há muitos anos que esta reserva natural estava numa situação de degradação, mas a pandemia fez com que as dunas ficassem novamente intactas.

Sem o excesso de turistas e depois das dunas ficarem meses sem visitas e sem pessoas a pisar diretamente, a reserva natural transpareceu sustentabilidade no seu todo. As dunas de Maspalomas, um dos principais chamarizes de Gran Canaria, estavam prestes a desaparecer caso a pandemia não tivesse aparecido. Esta foi a afirmação do jornal espanhol El Mundo que salientou que “é uma forma de manter o valor ambiental da reserva e a sua relevância como atração turística.”

RESERVA NATURAL RECUPERA ASPETO DE HÁ MAIS DE 50 ANOS

De acordo com o El Mundo, os especialistas ambientais do Cabildo referem que esta reserva natural parece o original que tinha há mais de 50 anos, após dois meses de confinamento. Isto porque não há saltos, nem passos diários, nem pegadas de qualquer espécie.

Os responsáveis espanhóis pelas dunas de Maspalomas pretendem continuar a proteger esta reserva natural, uma vez que esta é uma das zonas mais atrativas da região. As dunas móveis estão localizadas no sul da Gran Canaria, que ficou em terceiro lugar como o município mais visitado por turistas em 2019, apenas atrás de Madrid e de Barcelona.

Este património natural espanhol antes da pandemia estava em degradação rápida devido ao excesso de turistas e, por isso mesmo, pode ficar interdita a turistas de forma a preservar a autenticidade da natureza.

Esta é uma reflexão que de ser feita para ajudarmos na preservação das dunas. Através da comunicação, da sensibilização e da educação ambiental conseguimos atingir patamares favoráveis para a proteção do meio ambiente. Mas primeiramente vale a pena a refletir nas necessidades atuais do planeta.