Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Cidadãos e entidades estão a ajudar a reflorestar Loulé

reflorestar-loule-essencia-ambiente

Cerca de 20 mil árvores de diferentes espécies autóctones foram distribuídas à população e entidades do concelho de Loulé num gesto que ajudará a reflorestar este território. O projeto “Uma Árvore dá Vida” teve como momento simbólico a entrega à Junta de Freguesia de Alte – o maior “requerente” – de mais de 1800 exemplares.

Os cidadãos e organismos que se inscreveram para participar nesta iniciativa de cidadania ambiental vão plantar alfarrobeiras, oliveiras, carvalhos, sobreiros, medronheiros, entre outras espécies, nos seus terrenos, jardins ou quintais, contribuindo para aumentar a mancha verde neste concelho.

INICIATIVAS EM PROL DE UM MUNDO MAIS VERDE

Como explicou o vereador Carlos Carmo, a ideia surgiu da vontade de ir mais além nas ações de sensibilização realizadas, anualmente, pelo Município de Loulé, em particular com a entrega de espécies arbóreas em momentos comemorativos como o Dia da Árvore ou o Dia da Floresta Autóctone. “Achámos que deveríamos ter outro tipo de atitude e, dentro do grupo que está a trabalhar na Agenda de Sustentabilidade Floresta, Biodiversidade e Desenvolvimento Rural do Concelho de Loulé, decidimos lançar um desafio à população para que se inscrevesse para receber espécies autóctones”, salienta.

Uma das particularidades e valor acrescentado deste projeto reside na georreferenciação das árvores, no momento de plantação, sendo os terrenos visitados posteriormente para monitorização pelos técnicos municipais. Este procedimento permitirá calcular o carbono resgatado (link mercado voluntário carbono noticia), medir a incidência dos incêndios e identificar quais as espécies mais resilientes.

No total, a Autarquia recebeu 283 inscrições, no âmbito deste projeto, totalizando perto das 20 mil árvores entregues.

Esta é mais uma das iniciativas que faz parte do Plano Municipal de Ação Climática, documento que incorpora 72 ações, sendo uma medida que tem em vista reflorestar, cada vez mais, a nossa serra e o nosso espaço florestal, de uma forma planeada. Por outro lado, “Uma Árvore dá Vida permitirá manter e aumentar a nossa identidade através da biodiversidade, já que estas são espécies autóctones.”, destaca o Vereador.

Adriano Cabrita, em nome da Junta de Freguesia de Alte, salienta que “Alte tem sido muito sensível a questões que se prendam com a área da floresta”, sublinhando o trabalho preventivo levado a cabo pela Junta durante todo o ano, nomeadamente ao nível da criação de caminhos de acesso a sítios identificados como vulneráveis.

“Uma Árvores dá Vida” é mais uma das apostas que o Município de Loulé tem feito, ao longo dos últimos anos, na plantação de árvores para compensação das emissões com efeito de estufa. Até ao momento, foram plantadas perto de 50 mil árvores, através de ações como a Montanha Verde, o Projeto Alfarroba, trabalhos de retancha no Condomínio da Aldeia da Quintã ou a entrega de espécies à população durante efemérides ambientais. Excelentes ações em prol de um maior desenvolvimento sustentável.