Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

No ciclismo há hábitos sustentáveis! Conheça o ciclista mais ecológico.

Ciclista-ecologico-essencia-ambiente

Rumo à sustentabilidade ambiental do planeta todos caminham num sentido mais verde. Prova disso, é o facto do ciclista Francisco Pereira ter recebido o prémio do ciclista mais ecológico, conquistando, assim, a camisola roxa. Esta foi uma iniciativa do Grande Prémio JN que quis ir mais longe, consciencializando toda a comunidade para a importância de combater a poluição e controlar os resíduos deixados na estrada.

Para o camisola roxa, Francisco Pereira, “ser considerado o ciclista mais ecológico é o reconhecimento pelo cuidado que tive ao longo da corrida em não colocar resíduos em locais que não eram os indicados, procurando sempre, da melhor forma possível, proteger o nosso ambiente.”

AS PREOCUPAÇÕES AMBIENTAIS VIERAM PARA FICAR

Ao longo dos últimos anos, muitas foram as preocupações da sociedade em prol da sustentabilidade em todas as áreas e no desporto, em concreto, no ciclismo não é exceção. De acordo com o ciclista mais ecológico “é proibido “atirar” lixo para o chão”. Salientando, “assim, foram criadas zonas denominadas de “zonas verdes”, para que os ciclistas possam depositar os resíduos que vão acumulando ao longo de cada etapa. No final de cada corrida, a organização da prova tem alguns elementos que vão limpar cuidadosamente cada uma dessas zonas.”

Estar em prova e ajudar, ao mesmo tempo, o ambiente revela um estilo de vida eco-friendly, pelo que “adotar estas medidas não colocam, de modo algum, a boa prestação de qualquer atleta em prova”, salienta Francisco Pereira.

A educação e consciencialização ambiental deste jovem ciclista vem desde muito cedo. Cresceu com princípios e valores que o levaram desde sempre a adotar hábitos sustentáveis em casa e em prova foi sempre habituado a guardar o lixo nos bolsos. Este acredita que a sustentabilidade começa a ser parte integrante do desporto e que é tida muito em conta.

Francisco Pereira, da equipa Sicasal/Miticar/Torres Vedras, considera que “felizmente este cuidado é partilhado por todas as pessoas que fazem parte do ciclismo em geral, ou seja, a preocupação de fazer todos os possíveis para que não se coloque o nosso planeta em risco.”

Hábitos sustentáveis que vêm para ficar que tanto ajudam o planeta a caminhar para um futuro mais verde, onde a poluição é vista como algo longínquo. Parabéns!