Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

Biocombustíveis de resíduos reduzem poluição dos transportes em mais de 84%

biocombustiveis-essencia-ambiente

Podem o óleo das batatas fritas e os molhos fora da validade mover veículos e contribuir para diminuir a poluição nos transportes? Sim, e é isso que os biocombustíveis produzidos a partir de resíduos vêm trazer à mobilidade do futuro, aproveitando resíduos para gerar energia que reduz mais de 84% o CO2 dos transportes. De acordo com a Agência Europeia do Ambiente, os transportes são responsáveis por 25% das emissões poluentes na atmosfera, com veículos rodoviários a representar mais de 70% desse total. Com metas a cumprir para alcançar a neutralidade carbónica até 2030, é essencial que o setor dos transportes, ligeiros e pesados, procure alternativas para uma transição energética sustentável, acessível e eficaz.

Perante este cenário, a ABA – Associação de Bioenergia Avançada explica três formas de como os biocombustíveis produzidos a partir de resíduos têm um impacto positivo no meio ambiente.

IMPACTO DOS BIOCOMBUSTÍVEIS

Valorização da economia circular


Produzidos a partir de resíduos e outras fontes avançadas, onde se inclui óleos alimentares usados, molhos fora de validade, borras de café ou resíduos florestais, entre outros, os biocombustíveis de 2ª geração dão uma segunda vida a estas matérias residuais e valorizam o seu potencial energético.

O que seria desperdiçado em aterro ou descartado de forma incorreta volta a ser introduzido na cadeia de valor, através da reciclagem, promovendo a economia circular e prolongando o ciclo de vida dos resíduos.

Redução das emissões poluentes


Uma vez que utilizam matéria residual na sua composição, os biocombustíveis de resíduos têm menos teor carbónico do que um combustível fóssil. Assim, serem utilizados nos veículos com motor a combustão em detrimento de outros tradicionais mais poluentes, estas energias permitem reduzir os gases poluentes na atmosfera.

Preservação dos ecossistemas

Além da qualidade do ar, os biocombustíveis de resíduos contribuem para preservar os ecossistemas terrestre, aquático e marítimo, já que encaminha para reciclagem e valorização resíduos que seriam desperdiçados em aterro ou descartados incorretamente nos sistemas de canalização. Assim, esta energia verde permite dar um destino adequado a matérias poluentes, evitando o risco de contaminação e ameaça à fauna e flora.

Em conjunto com outras energias sustentáveis, tais como os combustíveis de baixo teor energético e o biometano, os biocombustíveis de resíduos e outros avançados vão permitir reduzir as emissões poluentes dos transportes e valorizar uma matéria com potencial energético para uma mobilidade sustentável, acessível a todos.