Beatas de cigarro no chão prejudicam o ambiente e a sua carteira

beatas-de-cigarro-prejudicam-o-ambiente-e-a-sua-carteira-essencia-ambiente

Para além de serem responsáveis por 30% dos incêndios em Portugal, as beatas de cigarro são um dos resíduos mais encontrados nas zonas costeiras. Com o objetivo de reduzir o seu impacto no meio ambiente vai passar a ser aplicável a “lei das beatas. Esta legislação entrou em vigor no dia 4 de setembro de 2019, mas designou um período de adaptação de um ano para que os estabelecimentos se conseguissem moldar às novas regras. 

A partir de agora, quem descartar beatas de cigarro na via pública pode ser punido com coimas entre 25 e 250 euros. Para as entidades que não disponibilizem cinzeiros nos estabelecimentos, a coima vai de 250 a 1500 euros. Esta legislação aprova ainda medidas de recolha e tratamento dos resíduos de tabaco.  

UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DA POLUIÇÃO DE PLÁSTICO EM TODO O MUNDO 

As pontas de cigarros contêm um filtro composto por fibras de acetato de celulose, um tipo de bioplástico que afeta diretamente o meio ambiente. Este é o alerta dado por um grupo de investigadores da Universidade Anglia Ruskin, no Reino Unido, que analisaram as beatas de cigarro descartadas e concluíram que estas reduzem o sucesso de germinação em 27% e o crescimento dos trevos, uma planta selvagem, em 28%. 

Este estudo afirmou ainda que 4,5 biliões de beatas de cigarro são descartadas todos os anos de forma errada. Este resíduo está a contaminar o soloos recursos hídricos todo o planeta Terracausando danos desastrosos no ambiente.

AS BEATAS DE CIGARRO CAUSAM MAIS LIXO DO QUE AS PALHINHAS 

A poluição dos oceanos vai muito para além de embalagens, garrafas sacos de plástico. Atualmente, as beatas de cigarro são um dos resíduos que mais causa lixo nos oceanos. Os seus filtros libertam poluentes de fumo com substâncias como nicotina, arsénio e chumbo, que acabam por ser consumidos por diversas espécies marinhas. 

De acordo com um estudo desenvolvido pela Ocean Conservancy, cerca de 60 milhões de filtros de cigarros foram apanhados na década de 80. Este número representa uma diminuição da quantidade de sacos de plástico, de embalagens de alimentos e de palhastornando as beatas de cigarro num dos resíduos que mais causa poluição em todo o mundo. 

Um filtro de cigarro pode demorar mais de 10 anos a degradar-se. O efeito nocivo do seu descarte inconsciente tem elevados custos para o meio ambiente. A recuperação dos ecossistemas deve ser o mote para a implementação de comportamentos sustentáveis.

Partilhar artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Get started

If you want to get a free consultation without any obligations, fill in the form below and we'll get in touch with you.