Procurar
Close this search box.
Procurar
Os mais lidos

ASPEA: Petição pública de apoio à Rede de Áreas Marinhas Protegidas nos Açores

aspea-peticao-publica-areas-marinhas-essencia-ambiente

Um grupo de cidadãos criou uma petição com vista a que a Assembleia Regional dos Açores aprove uma lei de apoio à Rede de Áreas Marinhas protegidas nos Açores. A Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA) associa-se a esta causa e convida os seus associados e população em geral a juntarem-se a este movimento contribuindo para a preservação da biodiversidade e dos ecossistemas marinhos dos Açores.

O Mar dos Açores, no coração do Atlântico, oferece um património natural do qual fazem parte ecossistemas de elevada importância, bem como uma enorme biodiversidade. No entanto, com tanto de único como de frágil, enfrenta hoje, à semelhança do que se passa um pouco por todo o mundo e em todas as áreas do ambiente, ameaças.

REDE DE ÁREAS MARINHAS PROTEGIDAS NOS AÇORES

Assim, está em marcha a criação de uma Rede de Áreas Marinhas Protegidas na Região, que visa proteger 30% do Mar dos Açores, sendo que apenas 15% tem interdição total de atividades extrativas. “As Áreas Marinhas Protegidas são fundamentais não apenas para salvarmos o que resta no mar, mas para também recuperar a biodiversidade marinha e com ela construir a economia azul do futuro.”, refere Flávia Silva, da Fundação Oceano Azul.

“Com esta Rede de Áreas Marinhas Protegidas, os Açores vão valorizar o seu território e tornar-se-ão líderes europeus nas políticas de sustentabilidade das áreas marinhas e costeiras”, reforça Joaquim Ramos Pinto, Presidente da ASPEA.

Sem precedentes a nível nacional, pela sua base científica e extensão da participação cívica, com mais de 40 reuniões com todos os setores, incluindo das pescas e turismo e outros cidadãos, este trabalho decorre há 5 anos.

Qualquer cidadão pode assinar a mesma (aqui) para que seja efetivamente aprovada e transformada em lei pela Assembleia Regional dos Açores.